segunda-feira, 4 de março de 2013

Escrita livre

A viagem a Mercúrio - Beatriz Pinheiro
Numa noite de luar, fria e escura, eu olhei para a Lua e disse:
- Um dia ainda hei de conseguir pisar te e conhecer todos os teus planetas vizinhos...
Meses depois, os meus olhos iluminaram-se quando viram um anúncio a pedir que déssemos asas à imaginação e escrevêssemos uma história livre. Quem ganhasse o concurso receberia um contrato de astronauta, para viajar até todos os planetas e para os poder investigar. Aí, eu lembrei me daquela noite, em que sonhei com planetas de várias cores e feitios, escuros, claros... Ah! Eu tinha mesmo que participar!
Passadas algumas semanas, os dias pareciam não ter fim, até que vejo no jornal a notícia com o meu nome. Tinha conseguido ganhar aquele concurso! Dei um pulo de alegria, fui a correr para o aeroporto onde iria apanhar o avião que me levaria à NASA onde um lindo foguetão me esperava.
Quando lá cheguei enfiei me numa nave para ir para o planeta que escolhi: Mercúrio. O primeiro planeta do Sistema Solar e também o mais próximo do Sol. A nave era pequena, branca e só tinha dois bancos: um para o condutor e outro para mim. Ao aterrar no planeta, senti imenso calor e tive uma vontade imensa de beber água. Foi aí que me lembrei que não havia vida em Mercúrio, nem água. É um planeta muito quente mas muito bonito, com umas cores lindas...
31 janeiro 2013

Sem comentários:

Publicar um comentário