domingo, 3 de março de 2013

Os nossos textos II


Barafunda à hora do almoço

Toda a gente diz que os brinquedos não falam mas isso não aconteceu no quarto da Inês. Um dia, depois de brincar com os seus brinquedos, ouve-se uma voz vinda da cozinha:
- Inês, vamos almoçar! – era a sua mãe, que a chamava enquanto punha os talheres na mesa.
Inês fechou as porta do seu quarto e desceu as escadas em direcção à cozinha. Já na cozinha, Inês lembra-se que deixou os brinquedos desarrumados, mas como a fome era tanta, achou que não faria mal se só arrumasse no final da refeição. E assim foi.
Enquanto Inês almoçava, estava uma barafunda no seu quarto. Os brinquedos  corriam uns atrás dos outros, saltavam e jogavam a diversos jogos. As bonecas de trapos e as de porcelana faziam banquetes e convidavam-se umas às outras para tomar chá. Os carros e os camiões do irmão da Inês, o Rui, ao ouvirem tamanha barulheira decidiram juntar-se à brincadeira.
Já se ouvia novamente o barulho dos talheres a baterem uns nos outros, enquanto a água da torneira lhes dava belos banhos, para tirar a sujidade dos restos da comida do almoço.
- Bum! Bum! Bum! – Inês vinha novamente a subir as escadas para o seu quarto.
- Todas aos seus lugares! – Inês vinha novamente a subir as escadas para o seu quarto.
- Todos aos seus lugares! – Gritou o ursinho Teddy.
Meio atrapalhados, os brinquedos do Rui, não sabiam onde se esconder.
- Vão para dentro do baú – Diz, desta vez, uma das barbies – Quando ela estiver distraída, voltam para o quarto do Rui!
Esse é que foi o problema… Inês já não quer brincar, mas, desta vez queria arrumar todos os brinquedos no baú. Ao abrir a tampa, a primeira coisa que viu foram os camiões do Rui, e pensou:
- HHHuuummm… como é que isto veio aqui parar? Será que o Rui estava a brincar com os meus brinquedos??!!!
- Não, os brinquedos do Rui é que vieram brincar com os teus brinquedos!!! – disse o ursinho Teddy – opps, espero que ninguém me tenha ouvido!!!

Beatriz Pinheiro
9 de Novembro de 2012



O primeiro telefonema
O Tino faz hoje três anos!
O menino adora brincar com o telefone lá de casa. O pai e a mãe já lhe disseram um milhão de vezes que o telefone não é um brinquedo!
Hoje como presente de aniversário, o Tino foi autorizado a fazer o seu primeiro telefonema para os seus avós. A mãe disca o número:
- Allô! Vóvó, é o Tino! – diz ele orgulhoso por estar a usar o telefone…
- Obrigado mamã!!!!

Margarida Galinha
25-11-2012


Sem comentários:

Publicar um comentário