quinta-feira, 14 de março de 2013

Produção de escrita livre

Na velha escola - Francisco Pires 
Era uma vez uma escola muito velha. Tinha cento e quarenta anos. Os vidros das janelas estavam todos partidos. O vento entrava e as portas batiam. A chuva molhava tudo.
A um canto de uma das salas havia um armário e, lá dentro, estavam os sólidos geométricos todos empoeirados.
Certo dia, começaram a conversar:
- Eu sou a mais importante e por isso sou vaidosa!- exclamou a pirâmide triangular.
- Aí sim??? Podemos saber porquê? perguntou o cone.
- Claro que sim! Os egípcios inspiraram-se em mim para construir as pirâmides...
- Ahahahahaha! Eu sou mais belo e divertido, até ando na cabeça dos palhaços! - ripostou o cone.
- Caluda, mas o que é isto? Se existe aqui alguém importante, esse alguém sou eu, a esfera! gritou a esfera furiosa.
- Concordo contigo espera. Já pensaram no maior desporto do Mundo? É o futebol que é jogado com uma bola. A bola é esférica - declarou o cubo.
- Calem-se, vem aí alguém...
Ouvem-se passos. A Sara e o Miguel, que eram irmãos, entram na sala deserta. Olhando em volta, vêm o armário onde estavam os sólidos geométricos. Dirigem-se para lá. Abrem o armário.
- Que lindos sólidos geométricos! dizem o Miguel e a Sara maravilhados.
- No meu quarto vão ficar o cone e o cubo. - declarou o Miguel aos pulos.
- E, no meu, ficam a esfera e a pirâmide - finalizou a Sara.
E lá foram embora muito contentes para casa com os sólidos geométricos nas mochilas.
Para eles, todos os sólidos eram bonitos e igualmente importantes.
Fev/ Março 2013

Sem comentários:

Publicar um comentário